Notícias Trabalhistas

Reconhecimento automático de direito concede pensão por morte em 12h

Tecnologia

O reconhecimento de direitos de forma automática, realizado pelos sistemas da Dataprev para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), tem possibilitado que as pessoas que estejam com o cadastro em dia recebam o benefício em um pequeno espaço de tempo. Em 12h, uma pensão por morte foi concedida de forma automática.

Segundo o órgão, o caso ocorreu em uma cidade na Bahia. Casada oficialmente, R.A.C, de 60 anos de idade, perdeu o marido J.C.B. de 79 anos em 2 de julho. Um mês depois da morte do marido, a viúva deu entrada no requerimento pelo aplicativo ‘Meu INSS’ – desenvolvido pela Dataprev. No dia seguinte, com uma diferença de 12 horas, o benefício foi concedido.

A rapidez na concessão ocorreu porque a certidão de casamento do casal estava registrada no Sistema Nacional de Informações de Registro Civil (Sirc) e, posteriormente, também foi inserida no mesmo sistema a certidão de óbito do marido. A medida foi possível por conta do cruzamento de dados realizado pela automação na base governamental pela Dataprev, além da integração com os sistemas do INSS.

Desde 2016, os segurados do INSS podem fazer requerimentos pela plataforma digital Meu INSS (site e/ou aplicativo). Atualmente, mais de 100 serviços podem ser requeridos remotamente. Destacam-se os concedidos de forma automática ou semi-automática – quando parte da análise é feita com base em cruzamento de dados.

São eles: aposentadoria por idade e por tempo de contribuição; pensão por morte; auxílio-reclusão; auxílio-inclusão à pessoa com deficiência; Benefício de Prestação Continuada (BPC) à pessoa com deficiência e ao idoso. Neste último caso, a pessoa tem que ter mais de 65 anos de idade e, em ambos BPC, é preciso comprovar baixa-renda. Outro requerimento que pode sair na hora é o salário maternidade. Vale ressaltar que esse benefício também é pago ao pai, em caso de morte da mãe na hora do parto.

Alta complexidade é analisada por servidores

Alguns requerimentos, por conta da sua complexidade, precisam passar por análise humana. Esse é o caso da aposentadoria especial, concedida para quem trabalha exposto a agentes nocivos à saúde (físico, químico ou biológicos).

Ao solicitar o benefício pelo aplicativo ou site Meu INSS é preciso assinalar o tempo especial de serviço dentro do requerimento de aposentadoria por tempo de contribuição. Com essa informação na hora do pedido online o requerimento passa para análise de um servidor.

Para ter o requerimento aprovado de forma automática é preciso informar corretamente todos os dados sobre seu histórico de trabalho, tais como vínculos (empresas ou locais em que já trabalhou) e períodos trabalhados e contribuídos, caso não estejam registrados no sistema do INSS.

Situações comuns de informações não inseridas corretamente no Meu INSS: períodos trabalhados em atividade rural ou em órgãos públicos (pois possuem regime previdenciário diferente).

Como pedir benefício

  1. Entre no Meu INSS;
  2. Clique no botão “Novo Pedido”;
  3. Digite o nome do serviço/benefício que você quer;
  4. Na lista, clique no nome do serviço/benefício;
  5. Leia o texto que aparece na tela e avance seguindo as instruções.

Documentação comum para todos os casos

Obrigatória

  • Número do CPF da pessoa falecida e dos dependentes.
  • Se for procurador ou representante legal:
  • Procuração ou termo de representação legal (tutela, curatela, termo de guarda);
  • Documento de identificação com foto (RG, CNH ou CTPS) e CPF do procurador ou representante.

Receber resposta

  1. Para acompanhar e receber a resposta do seu processo:
  2. Entre no Meu INSS;
  3. Clique no botão “Consultar Pedidos”;
  4. Encontre seu processo na lista;
  5. Para ver mais detalhes, clique em "Detalhar".

FONTE: DATAPRERV

1000 Caracteres restantes


Cássia Maia
PUBLICADO POR

CÁSSIA MAIA

JORNALISTA
SOBRE MIM

Sou graduada em Comunicação Social, com ênfase em jornalismo multimídia, Locutora e membro da equipe DP Objetivo como jornalista e redatora.

Os conteúdos deste site não substituem ou dispensam a consulta a um profissional especializado para um caso concreto.
CONFIRA NOSSOS PLANOS DE CONSULTORIA TRABALHISTA

Fica autorizada a divulgação e publicação de qualquer conteúdo gratuito deste site desde que citadas as fontes.