Notícias Trabalhistas

IBGE inicia coleta das pesquisas econômicas estruturais após primeiro ano de sucesso do Projeto Preenche Rápido

IBGE

O IBGE deu início na última segunda-feira (03) à coleta das informações referentes às cinco Pesquisas Econômicas Estruturais Anuais: Pesquisa Industrial Anual – PIA Empresa, Pesquisa Industrial Anual – PIA-Produto, Pesquisa Anual de Comércio – PAC, Pesquisa Anual de Serviços – PAS e Pesquisa Anual da Indústria da Construção – PAIC.

Para 2023 foi renovado o acordo de cooperação técnica entre o IBGE e o Conselho Federal de Contabilidade (CFC), com vistas ao projeto Preenche Rápido, que permite automatizar o preenchimento dos questionários das pesquisas, além de outras iniciativas nos campos da capacitação e da divulgação.

Desde 2018, o IBGE implantou nos seus sistemas uma funcionalidade que permite a importação de informações para os questionários a partir de um arquivo de extensão csv. No entanto, essa funcionalidade era pouco conhecida e os softwares de contabilidade não estavam preparados para gerar a informação no layout que o contador precisa. Isso foi resolvido, segundo o coordenador de Estatísticas Estruturais e Temáticas em Empresas, Alessandro Pinheiro, com o projeto Preenche Rápido, que ajudou a aperfeiçoar o processo de coleta das informações.

“Em 2021, antes do Preenche Rápido ser implementado, tínhamos algo em torno de 1.500 questionários, que recebiam as informações a partir de um arquivo de extensão csv. No ano de 2022, após a implementação do Projeto, registramos 16.000 questionários preenchidos automaticamente”, destaca.
Pinheiro ressalta a intenção de IBGE e CFC juntarem esforços na divulgação e ampliação do alcance do Projeto, sensibilizando empresas informantes, no sentido de demandarem para as empresas de TI o desenvolvimento dessa ferramenta de automação.

“As empresas de TI precisam desenvolver dentro dos seus sistemas contábeis as funcionalidades de exportação automática das informações das empresas-clientes, que são requeridas pelos questionários do IBGE. Pretendemos então expandir as campanhas de disseminação, sensibilização e capacitação”, explica o coordenador.

Além disso e dentro do escopo do projeto, o IBGE e o CFC pretendem promover ainda nesse ano um seminário de capacitação para profissionais de contabilidade, com o objetivo de melhorar a qualidade do preenchimento e divulgar o Projeto Preenche Rápido.

“A automação traz ganhos significativos em termos de produtividade e qualidade. Os questionários são preenchidos muito mais rapidamente, estimulando, portanto, o preenchimento por parte de um número maior de empresas. Temos depoimentos de contadores, que levavam semanas para preencher e, agora, estamos falando de minutos. Além disso, diminui o retrabalho e os erros típicos de um processo manual de preenchimento”, conclui Pinheiro.

As estatísticas produzidas pelas Pesquisas Econômicas Estruturais auxiliam no desenho de políticas públicas e estratégias empresariais, e alimentam o Sistema de Contas Nacionais, contribuindo para a construção de estimativas fundamentais para o País, a exemplo do Produto Interno Bruto – PIB brasileiro. São intensamente usadas por diversos Ministérios e demais entidades governamentais, instituições de pesquisa, empresas e comunidade acadêmica.


FONTE: CFC

1000 Caracteres restantes


Cássia Maia
PUBLICADO POR

CÁSSIA MAIA

JORNALISTA
SOBRE MIM

Sou graduada em Comunicação Social, com ênfase em jornalismo multimídia, Locutora e membro da equipe DP Objetivo como jornalista e redatora.

Os conteúdos deste site não substituem ou dispensam a consulta a um profissional especializado para um caso concreto.
CONFIRA NOSSOS PLANOS DE CONSULTORIA TRABALHISTA

Fica autorizada a divulgação e publicação de qualquer conteúdo gratuito deste site desde que citadas as fontes.