Notícias Trabalhistas

Comissão aprova suspensão do registro de profissional condenado por crime hediondo

Câmara dos Deputados

A Comissão de Saúde da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que proíbe o exercício da atividade e determina a suspensão do registro do profissional que cometer crime hediondo, como homicídio qualificado e estupro.

O texto aprovado é o substitutivo do relator, deputado Leo Prates (PDT-BA), ao Projeto de Lei 2070/22, do deputado Vicentinho Júnior (PP-TO). Prates incluiu na proposta que a suspensão do registro profissional ocorrerá somente após o trânsito em julgado do processo criminal.

O relator destacou a importância de impedir o exercício de quem comete crimes graves. “Fatos recentes, envolvendo violência sexual e exposição de intimidade contra pacientes, demonstram que os conselhos de profissões regulamentadas precisam atuar de forma rigorosa em relação aos profissionais criminosos”, disse.

A proposta aprovada insere dispositivo na Lei 12.514/11, que trata das contribuições devidas aos conselhos profissionais. Vicentinho Júnior apresentou o PL 2070/22 após denúncias de que um médico anestesista teria estuprado uma paciente durante o trabalho de parto.

Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

FONTE: Agência Câmara de Notícias
POR: Janary Júnior

1000 Caracteres restantes


Cássia Maia
PUBLICADO POR

CÁSSIA MAIA

JORNALISTA
SOBRE MIM

Sou graduada em Comunicação Social, com ênfase em jornalismo multimídia, Locutora e membro da equipe DP Objetivo como jornalista e redatora.

Os conteúdos deste site não substituem ou dispensam a consulta a um profissional especializado para um caso concreto.
CONFIRA NOSSOS PLANOS DE CONSULTORIA TRABALHISTA

Fica autorizada a divulgação e publicação de qualquer conteúdo gratuito deste site desde que citadas as fontes.