Notícias Trabalhistas

“A negociação coletiva precisa ser retomada”, destaca o ministro do Trabalho e Emprego

OIT

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, participou, nesta segunda-feira (27), da Semana Nacional de Promoção da Negociação Coletiva, em comemoração à ratificação pelo Brasil da Convenção nº 98 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que trata do direito de Sindicalização e de Negociação Coletiva.

Durante o evento, Luiz Marinho destacou a importância da retomada da negociação coletiva para as empresas e para os trabalhadores e trabalhadoras. “A negociação precisa ser retomada, para isso é preciso que haja entidades altamente representativas entre as partes, de trabalhadores e de empregadores, declarou o ministro”.

O ministro lembrou ainda, que o governo federal vem trabalhando para que os servidores públicos possam ter direito a negociação coletiva. “Nós iremos regulamentar, organizar, o 151 para os servidores públicos que têm direito a negociação, ao contrato coletivo e as convenções coletivas. Nós chegaremos lá”.

O secretário de Relações de Trabalho do MTE, Marcos Perioto, lembrou que a Semana Nacional de Promoção da Negociação Coletiva, se trata de “recolocar o tema da valorização dos sindicatos e da negociação coletiva como modelos centrais na verdadeira mobilização civilizatória e social de construir um Brasil, um sistema de relações do trabalho democrático”.

O diretor da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Vinícius Carvalho Pinheiro, que esteve presente no evento, celebrou a comemoração à ratificação pelo Brasil da Convenção nº 98 da OIT com uma reflexão. “Celebramos estes 71 anos com o desafio de reverter um quadro de enfraquecimento do poder de barganha da negociação coletiva e, por outro lado, de fortalecer esses instrumentos fundamentais para a boa fluidez das relações de trabalho”.

A Semana Nacional de Promoção da Negociação Coletiva, passa por debates, palestras, workshops e eventos, para tratar das negociações coletivas nas relações de trabalho. Além disso, trata da importância de fortalecer o diálogo entre as organizações legítimas de empregadores e trabalhadores. Iniciativas que estimulam a negociação coletiva, por meio da composição bilateral, também ganham espaço de divulgação e debate.

Além da realização das atividades em Brasília, a Semana Nacional de Promoção da Negociação Coletiva também acontece nas Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia e Maranhão, onde serão realizadas diversas ações e discussões visando destacar a importância das negociações coletivas nas relações de trabalho.

O surgimento das negociações coletivas no Brasil remete ao início do século XX. Nesse período, o país estava experimentando transformações significativas em sua estrutura social e econômica. O processo de industrialização estava em curso e as condições de trabalho eram frequentemente desafiadoras, com jornadas exaustivas, ausência de regulamentações e escassos direitos trabalhistas.

Foi nesse contexto que o embrião das negociações coletivas começou a se formar, à medida que os trabalhadores, cientes de suas dificuldades compartilhadas, uniram-se para reivindicar melhores condições. O movimento sindical começou a ganhar força à medida que os trabalhadores perceberam a necessidade de se organizarem para enfrentar as injustiças e desigualdades nas condições de trabalho. Surgiram os primeiros sindicatos, muitos deles vinculados a categorias profissionais específicas.

O evento será transmitido ao vivo pelo canal do YouTube do MTE .

Acompanhe a programação abaixo

Programação em Brasília: 
28 de novembro (terça-feira)
9h – Painel sobre a “Experiência Internacional de Negociação Coletiva”
11h – Painel sobre o “Pacto Nacional para o Trabalho Decente na Agricultura e as Negociações Coletivas”

Programação em outros estados:

Goiás
Data: 29 de novembro (quarta-feira)
Contato:(62) 3227-7062
Mato Grosso
Data: 1 de dezembro (sexta-feira)
Contato:(65) 3616-4832
Piauí
Data: 1 de dezembro (sexta-feira)
Contato:(86) 3226-1403
Sergipe
Data: 4 de dezembro (segunda-feira)
Contato:(79) 3198-3251
Amapá
Data: 1 de dezembro (sexta-feira)
Contato:(96) 9.9181-2925
Alagoas
Data: 1 de dezembro (sexta-feira)
Contato:(82) 3221-5421
Ceará
Data: 30 de novembro (quinta-feira)
Contato:(85) 3878-3102
Paraná
Data: 30 de novembro (quinta-feira)
Contato:(41) 3901-7548
Rondônia
Data: 1 de dezembro (sexta-feira)
Contato:(69) 3217-3715
Roraima
Data: 30 de novembro (quinta-feira)
Contato:(95) 3198-3875
Minas Gerais
Data: 29 de novembro (quarta-feira)
Contato:(31) 3270-6108
Espírito Santo
Data:29 de novembro (quarta-feira)
Contato:(27) 3211-5450
Bahia
Data: 30 de novembro (quinta-feira)
Contato:(71) 3329-8402
Maranhão
Data: 1 de dezembro (sexta-feira)
Contato:(98) 3213-1996
São Paulo
Data: 30 de novembro (quinta-feira)
Contato:(11) 2113-2590
Pará
Data: 30 de novembro (quinta-feira)
Contato:(91) 9.8411-6216
Santa Catarina
Data: 30 de novembro (quinta-feira)
Contato:(48) 3229- 9767

FONTE: MTE

1000 Caracteres restantes


Cássia Maia
PUBLICADO POR

CÁSSIA MAIA

JORNALISTA
SOBRE MIM

Sou graduada em Comunicação Social, com ênfase em jornalismo multimídia, Locutora e membro da equipe DP Objetivo como jornalista e redatora.

Os conteúdos deste site não substituem ou dispensam a consulta a um profissional especializado para um caso concreto.
CONFIRA NOSSOS PLANOS DE CONSULTORIA TRABALHISTA

Fica autorizada a divulgação e publicação de qualquer conteúdo gratuito deste site desde que citadas as fontes.

Grupo: false | Modulo: false | Exibir: true