Como chegar no salário bruto a partir de um valor líquido

Aprenda a encontrar o valor do salário bruto a se contratar um trabalhador para que chegue no valor líquido desejado.

Ao contratar um trabalhador, seja ele um trabalhador autônomo ou um empregado, as empresas devem fazer as retenções legais, omo a contribuição previdenciária e imposto de renda caso ultrapasse a tabela de isenção. Ocorre que, em alguns casos, o contratante e/ou o contratado deseja um valor líquido ao final do contrato, sendo necessário que o valor do contrato seja superior para que os descontos atinja o valor esperado ao final.

Em março de 2020 foi alterado a forma de cálculo da contribuição previdenciária, tanto na forma de cálculo como na quantidade de faixas de desconto, o que já altera bastante a forma de inverter o cálculo, inclusive, limitando em 2021 para R$2.021,00 líquido para se inverter o cálculo, que é o primeiro valor até o limite da segunda faixa do INSS e o limite de incidência de imposto de renda (R$2.027,00).

Com essa nova metodologia de cálculo previdenciário, e, observando o limite que temos como mencionado acima, de R$2.021,00, temos uma subdivisão para dois tipos de cálculo.


Até R$1.017,00 líquido (R$1.100,00 bruto)


O caso mais simples, entretanto que será pouco utilizado, devido ao salário mínimo.

Caso o valor do líquido seja até R$1.017,00, basta pegar o valor do líquido desejado e dividir pela diferença da porcentagem.

Levando em consideração a tabela de 2021, até R$1.100,00 a alíquota é de 7,5%.

Para achar a diferença da porcentagem, subtraia 7,5% de 100% (100% - 7,5%) que dá 92,5%

Um líquido de R$800,00, basta dividir os R$800,00 por 92,5%.

800,00 / 0,925 = 864,86 bruto

 

Para conferir, multiplicaremos o valor bruto localizado pelo mesmo percentual e subtrairemos dele.

864,86 x 7,5% = 64,86

864,86 - 64,86 = 800,00


De R$1.018,00 a R$2.021,00 (R$1.100,00 a 2.202,75 bruto)


Alguns casos mais comuns devido ao valor e a média de mercado

Caso o valor do líquido seja de R$1.018,00 a R$2.021,00, além de pegar o valor líquido desejado e dividir pela diferença da porcentagem, vai percisar utilizar a dedução da Tabela Descomplicada do INSS.

Levando em consideração a tabela de 2021, de R$1.100,00 a R$2.203,48 a alíquota é de 9,0% com dedução de R$16,50

Para achar a diferença da porcentagem, subtraia 9,0% de 100% (100% - 9,0%) que dá 91,0%

Um líquido de R$1.500,00, antes de dividir pela porcentagem acima de 91% como no exemplo anterior, será necessário subtrair o valor da dedução (de R$16,50).

(1.500,00 - 16,50) / 0,91 = 1.630,22

 

Para conferir, multiplicaremos o valor bruto localizado pela alíquota da faixa (9,00%) e subtrair a dedução da tabela descomplicada.

1.630,22 x 9% - 16,50 = 130,22

1.630,22 - 130,22 = 1.500,00


Acima de R$2.021,00 (2.202,75 bruto)


Infelizmente para esse cálculo é mais complicado, e não fica viável se calcular manualmente. Além da tabela progressiva do INSS, incidirá imposto de renda e será necessário uma planilha eletrônica para auxiliar.

Calcule não comente valores acima de R$2.021,00 como também os valores inferiores com mais opções como Vale Transporte e o não recolhimento de INSS caso o empregado recolha o teto em outra empresa.

 

Arquivos:
xlsxSalário Bruto 1.2.80 POPULARATUALIZADO
(0 Votos)

Planilha para localizar o salário bruto de acordo com o valor líquido a receber.

Informe o salário líquido e de acordo com algumas condições, será informado o salário bruto a ser

...
DataSegunda, 19 Dezembro 2016 10:33
Idioma  Portuguese
Sistema  Windows
Tamanho do Arquivo 40.87 KB
Download 2.582


Imprimir   Email

Artigos Relacionados